A IMPORTÂNCIA DO USO DE PROTETOR SOLAR TODOS OS DIAS DO ANO

A dermatologia enfoca o uso do protetor solar como um escudo no combate a problemas da pele: melasma, melanomas, sinais, manchas, entre outros, contudo, e salvo honrosas excepções, não é prática recomendar o seu uso todos os dias do ano.

No ocidente existe uma ideia vulgarizada sobre usar o protetor solar apenas no Verão e particularmente quando estamos na praia. O próprio nome é tendencioso, induz-nos a acreditar que é algo a ser usado apenas quando há sol.

Não podíamos estar mais enganados!

Diariamente, de verão ou inverno, estamos sujeitos a radiações designadas por ultravioleta e aquelas que chegam ao solo podem ser do tipo UVA ou UVB, ambas potencialmente nocivas à saúde, capazes de provocar vários problemas como cancro de pele.

Os raios UVA correspondem à maior porção do espectro ultravioleta e incidem de igual maneira durante todo o dia e em todas as estações do ano, incluindo dias nublados e com baixa luminosidade. Embora não causem queimaduras, são capazes de penetrar em camadas mais profundas da pele, normalmente na derme, são responsáveis pela produção de mais radicais livres e danificam as fibras de colágeno (responsável pela firmeza) e de elastina (importante para manter a elasticidade), causando o envelhecimento precoce com rugas e alterando o grão da pele, por exemplo, deixando visíveis os seus efeitos a longo prazo.

Os raios UVB são parcialmente absorvidos pela camada de ozono e apresentam maior incidência durante o verão, principalmente no período das 10h às 16h. Estes raios penetram superficialmente na pele, normalmente ficam na camada superior designada por epiderme, são os causadores das queimaduras solares (eritemas) que se fazem sentir com vermelhidão, inchaço e sensação de ardência. Os UVB são os responsáveis pelo aparecimento de pigmentação irregular da pele como as sardas, os sinais e as manchas e é também a estes raios que estão associadas as alergias ao sol.

O protetor solar atua como uma barreira aos raios UV, impedindo que eles danifiquem a pele, deve ser o último passo da rotina de skincare da manhã, antes da maquilhagem.

Para o produto nos dar o fator de proteção que promete tem de ser utilizada a quantidade equivalente a uma colher de sobremesa distribuída pela zona da cara, orelhas e pescoço. É exatamente por isso que ao utilizarmos cremes hidratantes ou bases de maquilhagem com FPS não devemos considerar jamais que podemos dispensar o protetor solar. A título de exemplo a quantidade de base que normalmente é usada (1,5 pump) deveria ser multiplicada por 7 para atingir a quantidade recomendada.

Ao escolhermos um protetor solar devemos procurar produtos que ofereçam proteção tanto contra os raios UVA como contra os raios UVB, além de escolher um FPS e um PA (ou PPD) adequados ao nosso tom de pele. (*)

No caso de preferirmos um produto à prova de água devemos ter atenção à limpeza da nossa pele já que a habitual limpeza à base de água é manifestamente insuficiente e podemos deixar os poros obstruídos. (*)

(*) – temas a abordar com mais pormenor em posts futuros

A IMPORTÂNCIA DO USO DE PROTETOR SOLAR TODOS OS DIAS DO ANO

Deixe uma resposta

Voltar ao topo
Waiting List Avisaremos quando o produto chegar. Por favor, deixe o seu endereço de e-mail abaixo.